amor,

Você é um daqueles acontecimentos que mistura a sensação de que “eu já sabia” com “eu não fazia idéia”.

Eu sabia que era você desde muito cedo. Desde aquele dia que você me chamou pra sair, logo depois da praia, e eu disse não mas depois me arrependi, e aí não tive alternativa a não ser eu mesma te chamar pra sair, morrendo de vergonha (a propósito, essa foi uma das melhores decisões que já tomei na vida).

Mas eu não fazia idéia de que a gente ia chegar tão longe sem estragar tudo, sem brigar quase nada, sem terminar/voltar nenhuma vez em quase seis anos, com a contagem de alegrias tão maior que a de tristezas. E até domingo passado, eu não fazia idéia de como ia me sentir feliz recebendo, junto com você, a chave da casa nova. Da nossa casa. Que na verdade é um apartamento de terceiro andar, com seis lances de escada pra subir, mas eu adoro chamar de casa.

E aí perguntam se a gente tá casando. E do mesmo jeito que perguntaram, quase seis anos atrás, se a gente tava namorando, eu não sei responder. Respondo a única coisa que eu sei: que a gente tá junto, e agora oficialmente no mesmo CEP. Simples assim.

Te amo infinito, e isso você sempre soube.

(soundtrack: Crosby, Stills & Nash – Our House)

Anúncios

2 respostas em “amor,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s