maratona

Tenho 2 meses pra escrever a dissertação (isso já contando com a extensão que pedi um tempo atrás). E tenho só umas 30 páginas de shenanigans, num documento do Word que não é mexido desde a época da qualificação. A Aline nerd do começo da faculdade me manda beijos e uma bigorna de 20 toneladas pra pesar na consciência.

Tem um problema aí. Eu juro que não quero matar ninguém de inveja, mas a verdade é que faz tempo que minha vida não é mais tão stressante, e tou desacostumada. Vira e mexe a consciência pesa, dizendo que tem alguma coisa errada porque eu não tou enchendo todos os meus dias com trabalhotrabalhotrabalho, e tou em dia com todos os seriados que acompanho, e consigo viajar e jogar com os amigos no final de semana, e minha casa tá razoavelmente organizada, sem uma montanha de canecas sujas de café na mesa do computador. Minha rotina não é uma rotina, e justamente por causa disso tá sendo difícil me organizar pra terminar o mestrado.

Aí qual é a minha estratégia pra terminar de uma vez essa bagaça? encher meus dias de atividades paralelas, e colocar no dia-a-dia um monte de obstáculos pra a minha natureza dispersa. Vamos lá.

(ps: quem tá na mesma vibe que eu pode encontrar algumas dicas úteis nessa listinha)

1. fiz uma feira de leggins e tops de ginástica e me matriculei na academia. vou correr feito um hamster na esteira pelo menos 2 vezes na semana, 3 se der. Percebi que correr e me mexer me deixa mais focada depois, pra passar horas na frente do computador transcrevendo entrevistas e anotações das aulas que acompanhei.

2. vou aproveitar que o Google Reader morreu e que tou meio órfã de leitor de feeds pra fazer um detox. Tenho um problema sério de dispersão online. O ideal seria pegar minha olivetti e ir pra as montanhas escrever. Maaaas como não consigo ficar sem internets pra pesquisar coisas necessárias e a carne é fraca, conto com a ajuda desta belezinha aqui: o SelfControl é um programinha onde você pode dizer os sites que estão te dando problema de concentração, e ele bloqueia pra você, por um tempo determinado. Ou seja: facebook, pinterest, feedly e brainpickings, até loguinho =*.

3. quando eu precisar muito de um refresco, venho aqui no wordpress escrever um post-mimimi (quem vinha por aqui ler minhas besteiras na época do TCC sabe bem o que é isso), ou saio de vez do computador e vou pintar aquarelinhas. Vou ter umas aulas com Simone Mendes nos sábados de julho, e só de ver a leveza e o bom humor dos personagens que ela inventa, já tenho certeza que vai ajudar bastante a desestressar. E ainda coloco meus pincéis e penas pra trabalhar, que é um pecado comprar essas coisas lindas e deixar mofando na gaveta. Desde que voltei de Londres que quero levar minhas vontades desenhísticas mais a sério, e acho que essa é a oportunidade perfeita.

4. enchi o iPod com um monte de álbuns instrumentais, música sem letra me ajuda bastante na concentração. Já falei que sou tarada por trilhas sonoras, especialmente as daqueles filmes queridos? E que desde Cisne Negro estou apaixonada pelas composições de Clint Mansell? Recomendo fortemente pra quem estiver precisando de foco e de um carinho pra os ouvidos.

5. parei com os seriados por um tempo, também. Depois dessa última temporada mind-boggling de Game of Thrones e da maratona feliz de How I Met Your Mother no último fim de semana, tou precisando de um detox de entretenimento também. Filmes estão liberados, porque o comprometimento é bem menor, e você não fica pensando obsessivamente no que vai acontecer no próximo episódio – que está, convenientemente, a 1 clique de distância. E tem também o bônus dessa abstinência: uma lista bem suculenta de séries pra assistir em setembro, depois que esses dois meses do inferno acabarem.

6. finalmente, vou comprar uma cadeira cativa na biblioteca do CAC, pra quando for difícil me concentrar na salinha de design que o pessoal da pós normalmente usa pra estudar. A sala é ótima, super confortável, tem uma parede preta que é uma delícia pra descansar os olhos do computador, tem luz natural, tem café e água, mas o problema é que o pessoal é tão amigue que sempre que tem mais de 1 pessoa na sala, a gente deixa de estudar pra ficar conversando potoca. Na biblioteca, o máximo de interação que eu tenho com outras pessoas é aquele olhar passivo-agressivo pra o cara que acabou de pegar a última tomada disponível na parede.

E sim, essa lista é só pra eu reler daqui a uns dias e lembrar de todas as coisas que ainda estou fazendo errado. Me desejem sorte.

2013-07-02-16.31.29o cenário dos próximos meses

[soundtrack: Phillip Glass – Duet (da trilha sonora de Stoker)]

Anúncios

2 respostas em “maratona

  1. Aii fica dificil de eu ficar sem internet aqui, mas aos poucos estou fazendo um detox de internet rs… mas aí eu vicio em livros, em seriados… é uma coisa que não dá viu? Academia, só depois que liberarem meu acesso… enquanto isso, fico no face rs

    Kisu!

  2. Se eu consegui (pessoa mais dispersa do MUNDO e rodeada de gente de férias me chamando pra sair e trazendo amigos aqui pra casa) você consegue! ;) Tou torcendo pra esses dois meses serem os mais produtivos da vida. hehe. Beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s