lembrete pra mim mesma daqui há uns meses.

Quero me mudar. Quero mudar. Tou numa fase. Minha vida não tá ruim, mas podia estar melhor, e tou começando a me abusar com umas coisas. Dizem que é bom, que quem tá sempre satisfeito com a própria vida não sai do canto. Enfim, sei que essa fase vai passar, e é assim que eu quero que seja a próxima:

Quero ir embora, não sei pra onde, e levar só o meu amor, os meus gatos, o manjericão e o hortelã, a escrivaninha do meu avô, os jogos de tabuleiro e minhas poscas e aquarelas. Quero uma janela que vá até o chão e um piso bonito de madeira. Quero acordar sentindo cheiro de natureza. Quero uma rede e uma luz bonita entrando em casa.

Quero trabalhar num lugar onde não precise de fones de ouvido pra ouvir música, nem de calça jeans, nem de ar-condicionado, nem de casaco pra aplacar o frio do ar-condicionado. Quero ver o sol (ou a chuva, adoro chuva) pela janela.

Quero fazer coisas com as mãos, não só com o mouse. Quero desenhar, quero ficar melhor no meu desenho. Quero encontrar a parceria perfeita pra botar idéias pra a frente, mas que a falta de parceria não me impeça de mergulhar fundo nas coisas que quero fazer. Quero ter orgulho do meu trabalho, sair por aí dizendo “fui eu que fiz”. Quero acordar sem pensar quantos dias faltam pra o final de semana. Quero trabalhar sem ter vontade de ir pra casa. De preferência, quero trabalhar em casa.

Quero fazer coisas bonitas. Quero fazer pessoas felizes com a beleza das coisas. Quero ver brilho no olho. Quero passar pra frente as coisas que sei.

Quero me livrar de um monte de coisa. Do apartamento cheio de tralhas, que é ~bonitinho mas ordinário~ e não pega luz o suficiente, dos sutiãs errados, das roupas que não caem bem, dos 5 quilos que ganhei comendo mal e andando só de carro. Quero me livrar dos maus hábitos. Ser mais atenta, mais concentrada, mais serena, menos preguiçosa, menos distraída na internet. Quero desviciar do facebook, e dos feeds, e da enxurrada de estímulos visuais que eu empurro cérebro acima todo dia de manhã. Quero ser eu a estimular os olhos dos outros.

Quero mexer mais o corpo. Pedalar e correr me fazem um bem danado, pra o corpo e pra o humor, e eu não corro nem pedalo por pura preguiça. Quero ir mais à praia. Quero ir à praia em dia de semana, isso é que é luxo. Quero viajar. Pra me inspirar, pra conhecer gente, pra ter idéias de coisas novas, pra aprender. Quero sempre aprender. E se não der pra viajar, quero ver minha cidade com olhos de turista sempre. Quero voltar do centro com uma flor, como eu fazia logo que cheguei por aqui. Quero voltar a ver beleza nas coisas pequenas. Quero encontrar mais com meus amigos de verdade, e menos com os amigos de obrigação. Aliás, quero eliminar da minha vida essa coisa de ~amigos de obrigação~.

Quero voltar a escrever por prazer, assim que parar de escrever por obrigação (aka dissertação de mestrado). Quero cuidar melhor dos meus cantinhos da internet. Quero tirar a poeira deste cantinho em especial. Quero que o mundo (aka a meia dúzia de pessoas que cai aqui por engano, em alguma busca hilária do google) volte a saber o que eu penso. E com menos filtros, dessa vez.

É só isso. Uns 80% dessas coisas dependem de mim. Tenho que anotar essas coisas pra não esquecer, e acabar me perdendo nesse imenso redemoinho que é o cotidiano.

97649a662b5a89ffe7ecffb7d500f81f

ACHEI ESSE QUARTO/SALA/LUGAR DE MORAR MARAVILHOSO NO PINTEREST, E NÃO SEI QUAL É A FONTE ORIGINAL =/

(soundtrack: Oasis – Stop Crying Your Heart Out)

Anúncios

6 respostas em “lembrete pra mim mesma daqui há uns meses.

  1. :) Inspirador! Corra, pare, respire e caminhe e pedale…. eu era mais assim e agora estou me sentindo sufocada…ler seu post me fez lembrar que eu tbm quero tudo isso e que não posso esquecer nem um minuto disso, pq o tempo passa muito rápido. Nossa experiência em compartilhar a casa por 6 meses deveria ter sido mais intensa e mais compartilhada, mas naquele momento nossos amores nos tomava e nós felizes vivíamos nossas histórias (e ainda vivemos). Mas mesmo assim o tempo passou…e agora enxergamos a vida de outra maneira. A experiência em Recife está sendo muito diferente da outra vez…mas é mais uma fase p depois seguir…assim como vc.
    Boa sorte!
    Beijos

  2. Gostei de ver que você voltou a escrever!! Adoro o jeito que você se expressa, expondo tão facilmente seus sentimentos e suas angustias através de um texto fácil de ler e tão legitimo. Continue escrevendo pois do outro lado do Brasil tem alguém que admira seu trabalho.
    Posso dizer que já li todas suas postagens do seu antigo blog, muito bom, já pensou em escrever um livro? Fica a dica!!

  3. Pingback: começo de meio de ano | ela também diz Ni!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s