as time goes by

Assisti ontem, com Namorado, O Curioso Caso de Benjamin Button, e achei incrível, mas não surpreendente, terem saído umas lágrimazinhas tímidas dos meus olhos no final, na última cena, que foi quando… não, eu não vou contar o final, relaxem (mas contém spoilers involuntários, aviso logo).

Foram quase três horas de filme, contando a história de Benjamin, um bebê que nasce velho, à beira da morte, e fica mais jovem à medida que o tempo passa, mas isso todo mundo já sabe, que esse é um dos top filmes mais comentados por aí. Como também se sabe que, em algum momento da história, ele se apaixona por Daisy (Cate Blanchett, linda maravilhosa incríiiiiiiivel, já substituí oficialmente Nicole Kidman por Cate no meu posto de atriz preferida, Nicole tem feito muita plástica muito filme ruim ultimamente, tá difícil até lembrar que era ela, toda diva, em Moulin Rouge) e os dois vivem o impasse de não ter todo o tempo do mundo pra serem felizes juntos, porque enquanto Daisy envelhece – super elegantemente bem -, Benjamin fica cada vez mais jovem – super mega deliciosamente bem, já que é Brad Pitt, néam.

Uma das minhas maiores curiosidades em ver o filme era o tratamento de make-up e efeitos que a produção ia dar em Brad e Cate, já que o filme não tinha fases distintas, era uma história corrida, então seriam, sei lá, 20 Benjamins diferentes ao longo do filme. E me surpreendi. Ficou tudo tão natural e bem feito (a anos-luz de distância da maquiagem-de-novela-mexicana de Amor nos Tempos do Cólera, conseguiram fazer Cate ir dos 15 aos 80 anos com uma delicadeza incrível, e eu não duvido que Brad fique parecido com sua versão “vovô” do filme quando estiver mais velho) que eu quase estava acreditando de verdade na história. O filme absorve a gente, sabe. Afinal, são quase três horas. Devo dizer que não é tão legal assim ver um filme longo desses no cinema. Meus joelhos doíam por não poder esticar, a gente não encontrava mais posição pra ficar juntinho e curtir o filme, porque chegava a dar cãimbra nos braços. Filmes assim são bons de assistir largada no sofá, com a chance de pegar uma coca na geladeira a qualquer momento, e sem aquele frio todo da sala de cinema. Mas bem, tirando a parte do desconforto, Benjamin Button (preguiça de escrever o nome todo) é perfeito. É legal como o filme vai ficando mais leve, mais jovem, que nem o personagem principal. Adorei os anos 60, especialmente a cena de Brad no barco, de óculos de sol e cabelos ao vento, num corte de tempo em que aparece bem mais jovem do que na cena anterior, aaaaaai delícia. Pessoas que não vão com a cara de Brad, me desculpem, mas o cara é absurdamente lindo, ainda mais com as roupas certas. Acho que Namorado não percebeu os suspiros.

O filme me encantou desde a primeira cena, a da história do relógio que contava o tempo pra trás, até a última, com o mesmo relógio. E além de Brad e Cate, outros personagens únicos deram vida à história (o velhinho atingido pelos raios conseguia arrancar risadas do público nas horas mais improváveis, e nessas horas eu achei legal estar numa sala de cinema cheia), e eu me peguei sentindo o filme de uma maneira que não acontecia desde Ensaio Sobre a Cegueira. A história começa meio tragicômica e vai ficando cada vez mais cativante. E apesar de saber que o fim de Benjamin não ia ser dos melhores (imagine uma criança de 80 anos, que coisa confusa), eu torcia por ele. Acho que o que mais me tocou no filme foi isso. A idéia da inevitável passagem do tempo, tanto pra frente quanto pra trás, e como isso é triste – logo no começo do filme, alguém diz a Benjamin que por causa de suas “circunstâncias extraordinárias”, ele está condenado a ver morrer todas as pessoas que ama -, e como a gente tem que aproveitar direito o tempo que tem, o máximo dele. E como existem pessoas que ficam, mesmo passado todo o tempo do mundo.

img_1

(soundtrack: Jeff Buckley – Hallelujah)

Anúncios

3 respostas em “as time goes by

  1. haaaaaa,passei direto e não li, droga to tentando convencer minha amiga a ir comigo..drooga drooga, eu quero ver…Depois volto para ler e deixo um comment melhor. Bju px;

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s