inconclusivo

Vi isso no Blog do Aju, e copiei meeeeerrrrrmo.
.
Cinco coisas acontecem simultaneamente, as quais precisam ser atendidas:
.
1. o telefone está tocando
2. o bebê está chorando.
3. alguém bate na porta da frente.
4. há roupa pendurada no varal do quintal e começa a chover.
5. a torneira da cozinha está aberta e jorrando água.
.
Em que ordem você resolve os problemas? Pare de ler agora, abra o bm e velho bloco de notas e responda sem olhar o resultado.
………

…………………
……………………..
………………
…………………….
…………………….
………………..
…………………
……………………
……………….
………………..
………………
………………….
……………..
…………….
……………………
……………….
………………….

Já fez? Muito bem. Agora vamos ao que interessa: minha resposta, é claro!

Bom, se esse caos todo acontecesse comigo, em primeiro lugar eu corria pra fechar a torneira. Depois, gritava “já vai” pra quem estivesse na porta esperando. Aí ia tirar a roupa do varal bem rápido, jogar em qualquer lugar e pegar o bebê no colo. Antes de fazê-lo parar de chorar, eu atendia a porta e falava “desculpa aí a bagunça, e me dê um minutinho que o telefone tá tocando e fulaninho (bebê) não pára de chorar”. Isso, obviamente, se o telefone ainda estivesse tocando, o que duvido muito. E se ainda estivesse, é bem provável que eu pedisse pra a visita atender. Aí eu deixava a visita esperando até conseguir acalentar o bebê. A roupa recém-tirada do varal e o aguaceiro na cozinha ficam pra depois, é claro.

Agora, o significado de cada coisa:

telefone = trabalho ou carreira
bebê = família
pessoa batendo na porta = amigos
roupa lavada = vida sexual
água da torneira = dinheiro ou riqueza

Aí fiquei confusa. Tipo, ficou maaaais do que claro que antes de tudo, I am a material girl, já que a primeira coisa que fiz foi fechar a torneira, mas é meio difícil imaginar uma material girl que deixa o telefone (vida profissional) por último de tudo. Ok, depois da torneira, teve a porta. Eu não atendi, mas dei alguma atenção, antes de correr pra tirar a roupa do varal, então não sei o que é que conta mais, o sexo ou os amigos. Mesma coisa com o bebê: peguei no colo mas não o fiz parar de chorar até abrir a porta e resolver a questão do telefone. Outra coisa: quem quer que estivesse batendo na porta tinha que ser muito meu amigo, pra eu admitir que a casa tá uma bagunça, o bebê não pára de chorar e ainda por cima pedir pra a criatura atender o telefone. E que diabos isso significa? Que eu deixo meus problemas profissionais nas costas dos outros? Que eu não dou a mínima pra regras de etiqueta? Que tenho muitos amigos íntimos?

No fim das contas, não faço idéia de qual foi realmente a ordem das minhas respostas. Talvez eu tenha estendido demais o raciocínio, e isso provavelmente também significa alguma coisa. Mas sei lá, as coisas estavam interligadas, e talvez seja uma coisa tipicamente feminina querer dar atenção igual pra tudo que acontece, e tentar resolver tudo ao mesmo tempo. Resumindo: eu sou uma bagunça.

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
mas Dalí me entende.


(soundtrack: Belle and Sebastian – If You Find Yourself Caught In Love)

off the record: não sei como demorei tanto tempo pra descobrir Belle and Sebastian. Lembro de ter escutado alguma coisa da banda uns 2 anos atrás e não me chamou muita atenção. Mas esses dias baixei esse disco, Dear Catastrophe Waitress, e a música é simplesmente deliciosa. As letras são divertidíssimas, e em algumas (como a soundtrack do dia), eles conseguem falar de amor sem ser piegas, mas sendo, sim, completamente fofos. Altamente recomendável if you find yourself caught in love (pegou, pegou?).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s