dossiê de dizáine

Foi encontrada, após diversas suspeitas e uma busca incessante, em meio aos arquivos acadêmicos de X* a seguinte conversa com Y*. Em meados de fevereiro, X estava desenvolvendo um projeto de um cantil que resfria a água a 0ºC instantaneamente, bastando apertar um botão. E Y estava tentando criar um sistema de resfriamento subcutâneo, controlado por ondas de rádio, ou algo assim. X e Y cursavam, então, o 2º período do curso de Design da Universidade Federal de Pernambuco, e desenvolveram seus projetos a mando de um renomado professor da UFPE. Eis, a seguir, o material, que contém revelações bombásticas a respeito das metodologias usadas e das possíveis consequências do desenvolvimento dos referidos projetos:

X diz: poxa, meu projeto é tão simples, e eu nem sei se vai funcionar mesmo
Y diz: o meu também não… na verdade a graça é essa
X diz: kkkkkkkkkkk
é, realmente. mas veja só:
o gas carbônico tem ponto de ebulição a -78ºC
ele vai ter q estar a essa temperatura no reservatório
Y diz: hhmmmm…o que complica é que você tem criar um material que resista a esse grau de dilataçao
X diz: e depois que liberar, o choque térmico vai ser enorme pra um liquido que esteja em temperatura ambiente
Y diz: realmente, vai congelar a água de qualquer jeito
X diz: ou eu descubro outro gás…
Y diz: só se for uma gotícula
X diz: ou a coisa complica seriamente.
mas a quantidade liberada é mínima mesmo, que é pra aumentar a vida útil do produto
Y diz: mas e o armazenamento?
X diz: pois é, aí é a complicação maior, porque não pode ser rígido, e qualquer tecido quebra a uma temperatura dessas, até os próprios pra neve e temperaturas inóspitas… a saida vai ser encontrar outro gás
Y diz: hhmmm deixa eu falar com um amigo meu , ele estuda quimica.
tô falando com ele agora
X diz: ah tá, ok. pode ser qualquer gas com PE perto do PF da água
Y diz: álcool ? heheheheheb
X diz: kkkkkkkkkkk
a coisa tá feia
Y diz: ó, ele acabou de dizer que álcool etílico deve congelar a uns -20, acho que algo assim
X diz: nãaaao!! tem que ser um que seja gás na temperatura ambiente e fique líquido a mais ou menos 0º, ou um pouco menos… até -15º, eu acho, -20º… porque num pode ser sólido, senão a válvula não libera
Y diz: já tô vendo aqui… aaah! e tem o negócio da válvula, né
X diz: pois é, tem que estar líquido pra liberar
Y diz: ele acha difícil ter algum gás na temperatura ambiente e que vire líquido a 0º… só vendo melhor (bichinho, ele ainda é 1º periodo!…)
X diz: ooooow
tô vendo que vou ter que enrolar o prof, e omitir esse pequeno detalhe
Y diz: pequenérrimo
X diz: mas num é possivel!!! tem tanto elemento químico no mundo! tem que ter um com as características que eu quero!!
Y diz: acho que você vai ter que mexer e alterar o se projeto, pensar num outro sistema de resfriamento…
algo, sei la, biônico
X diz: biônico, haha!
aí só gelo mesmo
Y diz: não, não, pense numa solução mais mecânica que química
X diz: poxa, era tão mais fácil se fosse pra produzir calor, que aí qualquer forcinha de atrito dava conta
Y diz: que nada , existe já um negócio assim, vende na europa , é um chocolate quente , acho que tem outras coisas também, mas me interssou mais esse: você aperta a parte de baixo da embalagem, que libera um negócio na parte de baixo do copo que esquenta o negócio, isso em uns 10 segundos
X diz: hmmmm… muito esclarecedor. tem algum link disso aí?
Y diz: é o must!
X diz: qual é o mecanismo?
Y diz: não sei, eu vi num supermercado
X diz: :

(…)

X diz: pô, se tem algo que esquenta, deve dar pra fazer algo que esfria!
lembra do nome, pelo menos?
Y diz: pelo contrário , existe microondas , mas só não existe nehuma máquina que esfria tão rapidamente
X diz: aaaaaaaaaaaa
que saco!
Y diz: na verdade existe um cooler pra garrafa mas não é tão rápido não
X diz: sim, sim… e é elétrico, né
Y diz: mas so esfria garafa por garrafa…
é elétrico, de tomada
X diz: sei… num adianta.
eu tinha pensado em fazer alguma coisa elétrica no meu, com carregador USB
Y diz: hhmmmm
X diz: só que ia ficar pesado, por causa da bateria, e nãm era muito prático, e não consegui pensar em nada instantâneo
Y diz: hhhmm… mas você pode criar o sitema pensando numa tecnologia que ainda não existe
X diz: teria q ser como uma microgeladeira…
mas a idéia do gás era bem mais viável por conta da longa durabilidade, porque seriam quantidades minimas liberadas, e fica bem mais leve.
É isso!!!!! eu posso pensar num gás que ainda não existe, né
kkkkkkkkkkk
Y diz: eita, aí já é demais…
rapidinho, já vorto!
X diz: oráit

(…)

Y diz: aime béquee
X diz: menina, me enchi de esperanças agora
Y diz: por que?
X diz: procurando no santo-google-pai-dos-burros, naquele textinho prévio, tinha que o hélio tem PE perto de zero…
quando eu fui ver, era o zero absoluto, -273ºC
pfffff!!! me animei todinha pra ser isso :P
Y diz: heheheheh puf tadinha
X diz: mas tô procurando ainda, e pode ser que tenha alguma combinação de gases também…

(…)

X diz: aháaaa, achei um melhorzinho já: Radônio, PE -61,8º
Y diz: não é tóxico?
X diz: num sei, tô lendo ainda. mas não vai ter contato direto com o líquido.
Y diz: mas e a radiação?
X diz: pode ser q seja cancerígeno, mas esse é um risco que temos que correr..
Y diz: foi assim q mariee-currie morreu
eeeeita… pra esfriar água, prefiro gelo!
X diz: kkkkkkkkk
mas isso é o tipo de coisa q só se descobre 20 anos depois, quando pessoas começam a ter mortes estranhas… num tem problema pra um trabalho de faculdade, hohoho!! o tal gás é muito usado em radioterapia, não deve fazer tão mal assim.
Y diz: é vero, é vero…
afinal nada mais importante q beber água gelada
X diz: lógico! água e qualquer outra coisa
Y diz: é verdade, o que seria do mundo se só existisse gatorade quente??
X diz: pois é! e tudo agora é a praticidade! resfriamento instantâneo! quem se preocupa com radiação nociva? (acho q dá pra colocar isso no textinho…)
Y diz: um problema de cada vez , primeiro resolvemos calor , depois as mortes (é né, algo bem MacDonalds…)
vê, meu amigo tá falando aqui de umas bolsas q atletas usam, que quebra uma pastilha aí fica bem fria
X diz: eita, num conheço não… pastilhas de que?
Y diz: não sei, vou procurar. mas é descartavel, isso que é o maior problema
X diz: realmente… vamos continuar com o gás. até agora, radônio tá ganhando.
Y diz: afinal , daqui a 20 anos mesmo ou a terra ja vai ter sido destruida ou o câncer curado
X diz: acho que é mais provavel a 1ª opção. temos que ser otimistas, né…

Sabe-se que X obteve nota máxima com o projeto, entregue 2 semanas depois de ocorrida a conversa aqui relatada, e está em liberdade. Alega estar trabalhando em um projeto de iluminação revolucionário, ambentalmente correto, com uso de material reutilizado. Infelizmente, o cantil de resfriamento instantâneo não pôde ser desenvolvido, por conta das limitações tecnológicas da universidade. Nunca saberemos, então, das intrigantes consequências que atingiriam o mundo através de tal invento.


*nomes não revelados para preservar a integridade física das pessoas envolvidas.

(soundtrack: Kaiser Chiefs – Ruby)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s