alguém arruma um título, por favor

Sabem enjôo de grávida?

Então… (não, gente, não tô grávida!!) tô enjoada de computador, de internet, de todas essas maravilhas da vida moderna. Tenho que fazer de vez um layout decente pra isso aqui, e agora não tenho a desculpa do tempo. Na verdade tô esperando uma foto boa e recente, o que é extremamente difícil devido às condições capilares em que me encontro. Mas ultimamente só tenho tido saco pra ficar morgando em casa, assistindo todas as porcarias que passam de tarde (hoje foi Stuart Little, que meigo!) e tentando entender meu cabelo.

Lógico que coisas legais acontecem, como a aula de matemática que fui não assistir hoje, lá na minha escola. Abraços apertadíssimos, pessoas me abordando de todos os lados, coleguinhas fazendo as mesmas brincadeiras de sempre, comentários bons e outros nem tanto sobre meu peso, muita conversa jogada fora e a sensação de que certas coisas nunca mudam. Andada até o centro (ooooh!), que deu uma saudade dos velhos tempos em que saía todo mundo depois da prova e ia simplesmente bater perna e pôr o papo em dia – e como tinha papo… Ainda teve foto oficial da turma que tava lá, e uma vontade enorme de voltar a ver aquele povo todo dia, até enjoar. Vontade nenhuma, contudo, de reaprender o que é o círculo trigonométrico.

Mas enfim, o resto é leseira mesmo. O que eu queria, afinal? tô de férias!
Provavelmente a listinha de assuntos de um post aí pra trás vai ficar sendo empurrada com a barriga forever and ever. Porque eu só funciono pra dizer Ni com as emoções à flor da pele. Claro que me lembro das bizarrices do CAC, dos episódios do CDU-Várzea e de todo o resto. Mas agora tudo virou causos pra contar aos amigos. Não dá assunto pra um post inteiro, enorme e cheio de divagações, como eu adoro. Sou muito atrapalhada mesmo… tenho que aprender a não deixar pra depois o que dá pra deixar pra depois e acabo não fazendo nem agora, nem depois nem nunca.

os doidos que eu aprendi a amar
(soundtrack: Cranberries – Linger)
Anúncios

3 respostas em “alguém arruma um título, por favor

  1. Como é que é??? “não deixar pra depois o que dá pra deixar pra depois e acabo não fazendo nem agora, nem depois nem nunca”?
    Só uma cabeça de DDa pra formular uma frase dessa (e uma crença dessa) e outra pra não conseguir entender racionalmente, mas saber que na prática é isso mesmo. Só que tem algumas coisas que se temque fazer agora ou agora.
    Beijo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s